domingo, 1 de abril de 2018

Mapinguari



Pai (s) ?
Irmão (s) ?
Casado (s) ?
Filho (s) ?

Mapinguari

Uma criatura Lendária, sendo coberta de um longo pelo vermelho, vivendo na floresta Amazônica do Brasil e Bolívia. Quando o Mapinguari percebe a presença humana fica de pé e alcança facilmente dois metros de altura e por não ser uma criatura aquática, ele teme água.

As suas mãos possuem longas garras e uma pele semelhante à de um jacaré. O mapinguari também possui um cheiro horrível, semelhante ao de um gambá e esse mau cheiro faz com que sua presa fique tonta, o que permite a ele apanhá-la com facilidade.
A boca do Mapinguari se abre na vertical e vai do peito até à barriga.

Os Mapinguaris são  índios amaldiçoados pelos Deuses, que ao atingirem uma certa idade mais avançada, eles se transformam em Mapinguaris.
Quando os índios amaldiçoados, estão perto da fase de transformação, eles são mortos ou levados para o interior da floresta, onde se torna seu novo lar.

Os Mapinguaris, são conhecidos como devoradores de homens, porque sempre que ele avista um ser humano, ele ataca para devorar.
Os Pajés dizem que os Mapinguaris sentem  tanto ódio dos homens, porque eles sabem que nunca mais voltarão a ser humanos novamente.

O Homem do Saco



Pai (s) ?
Irmão (s) ?
Casado (s) ?
Filho (s) ?

Homem do Saco

O Homem do Saco, é um velho cigano com roupas rasgadas, de dentes pretos e cariados que sequestrava crianças com um saco e as levava para sua casa e as transformava em sabão.

O Velho pegava as crianças mal educadas e as que ficavam brincando sozinhas na frente de suas casas e na rua.
Ele também levava as crianças que os Pais colocavam uma fita vermelha na perna da cama, ele entrava de casa em casa, checando as camas da crianças, se encontra-se a fita, ele jogava a criança no saco e á levava consigo.

"Ouve um menino que se chamava João, ele era muito mal educado com seus Pais, que falavam para ele que se ele não fosse educado, O Homem do saco iria raptá-lo e transforma-lo em sabão. Ele nem mesmo se importava, entrava em um ouvido e saia pelo o outro.
Até que um dia ele viu um homem velho segurando um saco, este o seguia por todos os lados que ele ia. Com medo, João foi correndo até sua casa, mas o homem também o seguiu.

Quando o menino chegou, não havia ninguém lá, então João fechou todas as portas e janelas de sua casa e ficou em seu quarto de baixo do cobertor.
Até que do nada O Homem do Saco sumiu e logo depois chegaram os seus pais e João prometeu a eles que nunca mais seria mal educado."

Iara



Pai (s) Pajé
Irmão (s) ?
Casado (s) ?
Filho (s) ?

Iara

Iara, a Senhora das Águas ou Mãe d'água, á Sereia de cor parda, olhos castanhos  e cabelos longos e verdes, que vive no Rio Amazonas.

Ela atraia os homens com sua beleza e com lindas canções, para dentro do Rio, para afogá-Los.
São raros os que sobrevivem ao encantamento da sereia e caso retornam não conseguem ter uma vida normal por ficarem loucos. Somente um pajé, seria capaz de cura-los.

Antes de se tornar uma sereia, Iara era uma belíssima índia esforçada e corajosa. Ela se destacava entre os demais por ser a melhor e consequentemente despertava a inveja de alguns da tribo, especialmente a de seus irmãos, que não se conformavam com tal situação.

Seu pai era pajé e á admirava em tudo o que fazia contribuindo ainda mais para a revolta de seus irmãos. Tomados pela inveja e pelo ciúme, os irmãos de Iara decidiram matá-la.

Certa noite, quando Iara repousava em sua cama, ouviu pessoas entrando em sua cabana com a intenção de matá-la.
Rápida e ágil, se defendeu e acabou matando essas pessoas, que acabaram revelando ser seus irmãos.
Percebendo a gravidade da situação e com medo da atitude de seu Pai, Iara fugiu desesperadamente pela mata.

O pai de Iara realizou uma busca implacável pela filha. E quando localizaram-na, ela foi severamente castigada.
Como punição, foi jogada no encontro do rio Negro com Solimões, Completamente submersa, ela foi levada até a superfície por peixes.
Ao submergir, sobre o reflexo da lua cheia, foi transformada pela Deusa Araci, em uma linda sereia.

Desde então, Iara começou a atrair homens com sua beleza para mata-los, com sentimento de vingança por seu Pai e pelos homens de sua tribo.

Ela também é vista penteando seus longos cabelos com um pente de ouro, mirando-se no espelho das águas.
E também possuía a capacidade de se transformar em uma Mulher humana quando bem quisesse, mas perdia totalmente seus poderes nesta forma, se tornando vulnerável a seus inimigos.

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Zeus



Pai (s) CronosReia
Irmão (s) Hera, Deméter, Héstia, HadesPosidon
Casado (s) Métis, Hera, Têmis, Eurinome, Mnemósine, Leto, Deméter, Maia, Alcmena, Dânae, Sêmele, Perséfone,
Filho (s) Atena, Horas, Cárites, Musas, Apolo, Ártemis, Perséfone, Hebe, Ilitia, Ares, Hefesto, Hermes, Hércules, Perseu, Dionisio, Sabázio

Zeus

Zeus Pai dos Deuses do Olimpo e Governante Supremo.
Deus dos Céus, Raios, Relâmpago que mantêm a ordem e justiça.
Filho do Titã Cronos e de Reia, Zeus é o mais novo de seus irmãos! Na maior parte das tradições é casado, primeiro com Métis, gerando a Deusa Atena, e depois, se-casou com Hera.

Zeus perseguia Métis, mas ela não queria nada com ele! Métis tinha o poder de se-transformar em animais, quando Zeus vinha ela se-tranformava e fugia.

Mas Zeus era percistente, e finalmente a pega e a-torna sua esposa! Métis fica gravida. Gaia profetiza que ela tera dois filhos, uma Menina que sera muito forte e inteligente, e um Menino que será mais poderoso que o Pai.

Zeus teme que seu filho, tome o Poder, então chama a Mulher gravida e pede para ela mostrar seu belo poder de transformação! Zeus pede para ela se-transformar em vários animais.

Depois que Métis surpreendeu Zeus com seu poder, ele a-disafia á se-transformar em uma gota de água! Quando ela vira uma gota, ele rapidamente á bebe, aprisionando assim ela no seu corpo.

Ao engolir á Mulher Zeus passa á ter os Dons da Mulher! Mas ao passar do Tempo, ele passa á ter uma grande dor de Cabeça, sua Cabeça começa a crescer!
Zeus sem suportar mais a dor, pede para Hefesto abrir sua Cabeça.
Quando Hefesto acerta sua testa com um Machado abrindo uma fenda, de dentro sai a Deusa Atena, já adulta.

Zeus é conhecido por suas aventuras eróticas, que frequentemente resultavam em Descendentes Divinos e Heroicos, como Atena, Apolo, Ártemis , Hermes, Perséfone, Dioniso, Perseu, Hércules, Helena de Troia, Minos e as Musas. Com Hera, teria tido Ares, Ênio, Ilítia, Éris, Hebe e Hefesto.

Seus símbolos são o Raio, a Águia, o Touro e o Carvalho.
Quando Zeus nasceu, Reia trocou o Bebê por uma pedra enrolada em um pano, e deu o Bebê para Gaia! Ela o-levou para uma caverna na montanha Dicti em Creta. Para ser alimentado pela Cabra Aix.

Após chegar à idade adulta, Zeus forçou Cronos a vomitar primeiro a pedra que lhe havia sido dada em seu lugar, em seguida seus irmãos, de acordo com a ordem em que haviam sido engolidos.
Em seguida, Zeus libertou os irmãos de Cronos, os Hecatônquiros e os Ciclopes, que estavam aprisionados num calabouço no Tártaro, após matar Campe, o monstro que os vigiava.

Para mostrar seu agradecimento, os ciclopes lhe presentearam com o Raio para Zeus, o Tridente para Posidon e o Garfo e o Elmo para Hades.

A Batalha que Zeus e os Deuses travaram contra os Titãs ficou conhecida como Titanomaquia.

Após a Batalha contra os Titãs, Zeus dividiu o mundo com seus irmãos, Zeus ficou comandando o Céu, Posidon o Mar e Hades o Mundo dos Mortos.

Posidon



Pai (s) CronosReia
Irmão (s) Hera, Deméter, Héstia, Hades, Zeus
Casado (s) Anfitrite, Deméter, Eurimede, Etra, Nais, Teosa, Libia, Tiro
Filho (s) Tritão, Proteu, Rode, Cimopoleia, Bentesicime, Despina, Árion, Belerofonte, Teseu, Glouco, Polifemo, Belo, Agenor, Neleu

Posidon

Posidon Deus supremo do mar, também conhecido como Netuno.
Os símbolos associados a Posídon eram o tridente e o golfinho.
Posídon disputou com Atena para decidir qual dos dois seria o padroeiro de Atenas.

As Mulheres da Ática tinham o direito ao voto na época do Rei Cécrope I! Quando este Rei fundou uma cidade, nela brotaram uma oliveira e uma fonte de água. O Rei perguntou ao oráculo de Delfos o que isso queria dizer, e resposta foi que a oliveira significava Atena e a fonte de água Posidon, e que os cidadãos deveriam escolher entre os dois qual seria o nome da cidade.

Todos os cidadãos foram convocados a votar, homens e mulheres; os homens votaram em Posidon, as mulheres em Atena! e Atena venceu por um voto. Posidon ficou irritado, e atacou a cidade com as ondas. Para acalmar o Deus, as mulheres de Atenas aceitaram três castigos! Que elas perderiam o direito ao voto, que nenhum filho teria o nome da mãe e que ninguém as chamaria de atenienses.

Os navegantes oravam a ele por ventos favoráveis e viagens seguras, mas seu humor era imprevisível. Apesar dos sacrifícios, que incluíam o afogamento de cavalos, ele podia provocar tempestades , maus ventos e terremotos por capricho
Considerando que as inúmeras aventuras amorosas de Posídon foram todas frutíferas em Descendentes, é de notar que, ao contrário dos Descendentes de seu irmão Zeus, os filhos do Deus dos Mares são quase todos maléficos e de temperamentos violentos. De Teosa nasce o Ciclope Polifemo! De Medusa nasce o Gigante Crisoar e o cavalo alado, Pegasus! De Amimone nasce Náuplio! De Deméter nasce Despina, Deusa do inverno que acaba com tudo o que sua mãe e sua meia-irmã Perséfone cultivam, também congela as águas! De Ifimedia, nascem os irmãos Gigantes Oto e Efialtes, que chegaram mesmo a declarar guerra aos Deuses.

Por sua vez, os filhos que teve com Halia cometeram tantas atrocidades que o pai teve de os enterrar para evitar-lhes maior castigo.

Casou ainda com Anfitrite, filha de Nereu e Dóris de quem nasceu o seu filho Tritão, o Deus dos abismos oceânicos, que ajudou Jasão e os seus argonautas a recuperar o Velocino de ouro.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...